Histórico

Histórico
A Comunidade Presbiteriana de varginha, se enche de jubilo quando vê passar, pela graça e misericórdia de Deus, os seus oitenta e quatro anos de organização eclesiástica. Nossa singela homenagem aos irmãos dessa amada igreja consiste em apresentarmos, embora de maneira sucinta, alguns dados históricos de sua organização de acordo com pesquisas e informações de alguns irmãos remanescentes muitos deles, já transferidos para os páramos celestiais. em 1916-1917, quando começaram as atividades do Colégio Marista em Varginha (só para homens) alguns varginhenses de destaque na vida social da cidade, ficaram intrigados: por que não, para mulheres? como ficarão nossas meninas-moças sem o estudo secundário? 1916-1917
Foi quando, em 1919, o Sr. José Justiniano de Paiva, o “seu Jujuca Paiva”, esposo de dona Sinhá (Dona Emerenciana Augusta de Paiva), preocupado também, com a situação juntou-se ao professor Thomás Silva e rumaram para Lavras, para uma entrevista com o Reverendo Dr. Samuel Gammon Diretor do Instituto Gammon. Obtiveram êxito, com a promessa de se fundar em Varginha um colégio para educação, também, das moças. Nesse mesmo ano, foi enviado para esta cidade, pelo Dr. Gammon, o casal de missionários, Rev. Dr. Horácio Allim e esposa, Dona Emma Carter Allim, fundando o Colégio Americano. Posteriormente, a Escola Evangélica Allim, para o curso primário. Ainda, nesse mesmo ano, o Dr. Allim entrou em ação: como missionário evangélico, como educador e como médico oculista (hoje se diz oftalmologista) de alta competência. O primeiro culto Evangélico Presbiteriano realizado em Varginha, aconteceu, também, em 1919, no porão de um casarão da rua Wenceslau Braz onde, por muitos anos funcionou o hotel São Pedro; foi pregador, o Rev. Dr. Allim. Pouco tempo depois, os cultos passaram a ser realizados na residência de na Maria Vidal de Carvalho, recém-convertida. Vieram, depois, algumas missionárias, também educadoras, enviadas pela Missão Americana para auxiliarem o Dr. Allim e esposa; duas delas, as primeiras, foram: Dona Edith Forster e Dona Genoveva Marchant. “O Colégio, já devidamente, organizado, passou a funcionar no casarão do Sr. Jujuca Paiva” e de Dona Sinhá, situado na Praça João Gonzaga, casarão este, que existiu próximo a residência da filha do casal, Professora Dona Hirma Paiva. As missionárias e professoras passaram a receber assistência de outros missionários residindo em Lavras: Rev. Dr. Frank Baker e Rev. Karun, os quais cooperavam também, no trabalho de evangelização com o Dr. Allim. 1919
Com o desenvolvimento do trabalho, passaram a receber, também, a colaboração do Evangelista Júlio Emerick. Em 1926, os Cultos em dias da semana, passaram a ser realizados em várias casas residenciais e aos domingos, no salão do Colégio, cujo prédio já estava construído na Rua Presidente José Paiva, esquina com Wenceslau Braz onde hoje a Loja Movil. Nessa data, 1926, já havia os primeiros convertidos que foram recebidos por Pública Profissão de Fé, os irmãos: José Dalia; Francisco Batista de Paiva, Dona Emerenciana Augusta de Paiva (Dona Sinhá), e Dona Maria Vidal de Carvalho. 1926
Em 1928, professaram a Fé os irmãos: Miguel Alves e esposa, Dona Carmem Lúcio Alves, com o Rev. Augusto Lee Davis, que também veio para Varginha a fim de cooperar com o trabalho de evangelização.1928
Em 03 de novembro de ano de 1929, o Rev. Augusto Davis e o Rev. Dr. Frank Baker, ordenando os dois primeiros presbíteros, os irmãos José Dalia e Francisco Batista de Paiva, organizaram solenemente, a IGREJA EVANGÉLICA PRESBITERIANA DE VARGINHA. – Foi nesse ano 1929, iniciada a construção de seu Templo em terreno adquirido pelo Rev. Augusto Davis, na Praça do Triângulo, hoje, Praça Pinto de Oliveira, sob a responsabilidade do construtor, o irmão Miguel Alves.1929
Em 1930, foram eleitos e ordenados mais dois presbíteros: os irmãos Miguel Alves e Leopoldo de Morais Pádua e, pouco tempo após, os primeiros diáconos: Irmãos José Lomônaco Braga, Sebastião Milêu e José Mendes da Fonseca.1930
Terminada a construção, em 1931, foi o Templo, festivamente, inaugurado com uma série de pregações pelo Rev. Galdino Moreira. Ficou a Rev. Augusto Davis como o primeiro pastor da Igreja. Recebeu da Missão” Presbiteriana Americana, uma ajuda quando foi enviado para Varginha, os Reverendos Paulo Pernassete, Domicio Pereira de Mattos; após algum tempo veio também o Evangelista Waltrudes Emerick.1931
Com o desenvolvimento do trabalho e o crescimento da Igreja, em 1946 foi esta entregue ao Presbitério Sul de Minas, tendo como pastor o Rev. Mário Barbosa, que a conduziu até meados de 1956,quando sucedido pelos demais pastores: Rev. Calvino Batista Pereira, até final de 1956; Rev. Astrogildo de Oliveira Godoy, em 1957; Rev. Rui Batista Gomes, de 1958 a 1964; Rev. Luiz Krébsky, de 1965 a 1975; Rev. Zenas Campos de Oliveira, em 1976; Rev. Ephraim Santos de Oliveira, de 1977 a junho de 1980; Rev. Antonio Cristiano de Morais Filho, até final de 1980; Rev. Ivan Gilbert Graham Ross, de 1981 a 1983; Rev. Jáder Sathler da Silva, de 1984 a 1988; Rev. Aníbal Luiz Fréschi, de 1989 até outubro de 1996; Rev. Ismael Elias da Silva, de novembro de 1996 a dezembro de 2012. Para o ano de 2013 e seguintes, assumiu o pastorado da Igreja o Rev. Lucas Felipe Apolinário da Costa tendo como pastor auxiliar o Rev. José Apolinário da Costa, responsável pelo trabalho na Congregação do Bairro Canaã. É de se ressaltar tambem, a participação do Conselho da Igreja que, juntamente com o pastor vem administrando a Igreja com seriedade, segurança e espirito cristão, contando atualmente, com os seguintes presbíteros: Altamiro de Araujo Lopes, Rubens Reis Jánior, Joaquim Francisco Lourenço, Rogério Moreno, José Raimundo Martins, Alexandre Vazze e Luidi Figueiredo Braga.1946
A Igreja contou com dois pastores auxiliares em anos passados: Rev. Edivaldo Donizete dos Santos em 1999 e Rev. Wandernei Rodrigues Amancio em 2005/2006. A Junta Diaconal é composta dos seguintes irmãos: Ênio Sérgio Pinheiro, Nelson Dehon Gonçalves, Anderson Figueiredo Esquiavoni, Waldeci Nelson Pereira, Ulisses Rodrigues, Alexsandro Duarte, Márcio ramos, Marcos Daniel Ruiz. E assim, caros irmãos, vai a Igreja Presbiteriana de Varginha rompendo horizontes, vencendo obstáculos e as ciladas do maligno com firmeza nas promessas de cristo registradas pelo evangelista Mateus no capítulo 28, versiculos_18 a 20.1999
SOLI DEO GLORIAJosé Bernardes de Figueiredo. Presbítero Emérito em disponibilidade